Câncer bucal o que é, como prevenir e tratar

Se você anda sofrendo com o aparecimento de diversas aftas ou feridas, que demoram para cicatrizar, deve ficar alerta, já que pode estar sofrendo de câncer bucal.

Você sabe o que é câncer de boca?

Leia e saiba tudo!

Confira também: Mandíbula estalando

O que é câncer bucal?

É um tumor maligno, normalmente diagnosticado por um dentista, que afeta desde os lábios, língua, bochechas, gengiva e até o palato (céu da boca). Esse tumor na boca é formado por células que se multiplicam muito rapidamente e de forma descontrolada, destruindo os órgãos e se espalhando para os linfonodos do pescoço (ínguas).

Este tipo de câncer é mais comum após os 50 anos, mas pode acontecer em qualquer faixa etária.

Quais os principais sintomas do câncer bucal?

Os sintomas do câncer bucal surgem de forma silenciosa e, pelo fato de não haver dor, a pessoa pode acabar demorando para buscar tratamento, fazendo com que a doença se diagnosticada, na maioria das vezes, em estágios mais avançados.

Os sinais da doença variam de acordo com o seu grau de desenvolvimento, tendo como primeiros sinais:

  • Aparecimento de aftas ou feridas na cavidade bucal e que não cicatrizam em até 15 dias;
  • Aparecimento de manchas avermelhadas ou esbranquiçadas nas gengivas, lábios, línguas, garganta ou nas bochechas;
  • Aparecimento de pequenas feridas superficiais que não provocam dor e que podem ou não apresentar sangramentos;
  • Irritação, dor na garganta ou sensação de que algo está preso na garganta.

Já em estágios mais avançados, os sintomas podem evoluir para:

  • Dificuldade para falar, dor ao mastigar e engolir;
  • Aparecimento de caroços no pescoço, devido ao aumento das ínguas;
  • Dor em torno dos dentes, que podem cair facilmente;
  • Mau hálito;
  • Perda súbita de peso.

Se os primeiros sinais persistirem por mais de 2 semanas, é recomendado consultar um dentista para avaliar o problema, fazer os exames necessários e diagnosticar o câncer de boca, iniciando o tratamento adequado.

O que causa câncer bucal?

De acordo com o Ministério da Saúde, os principais fatores de risco são:

  • Tabagismo

Cerca de 90% dos afetados com câncer de boca sofrem de tabagismo durante muito tempo.

  • Álcool

O consumo regular e exagerado de bebida também aumenta o risco de se ter câncer na boca.

  • HPV

O subtipo 16 do vírus está muito relacionado ao câncer bucal.

  • Radiação solar

Exposição exagerada ao sol, sem proteção, aumenta o risco da ocorrência de câncer de boca.

Além desses fatores, a falta de higiene bucal e uma dieta rica em gordura e pobre em vitaminas e proteínas aumentam ainda mais o risco de câncer nessa região.

Como prevenir o câncer de boca?

A prevenção do câncer bucal é feita evitando todos os fatores de risco, além de manter bons hábitos orais. Para isso, é essencial:

  • Escovar os dentes, pelo menos, 2 vezes por dia, utilizando creme dental com flúor e fio dental;
  • Manter uma alimentação saudável, ingerindo frutas, legumes e cereais, além de evitar comer carnes, alimentos processados e gordurosos todos os dias;
  • Usar preservativo nas relações sexuais, até mesmo no sexo oral, para assim evitar a contaminação com o HPV;
  • Não fumar e, inclusive, evitar ficar exposto a fumaça do cigarro;
  • Consumir bebidas alcóolicas de forma moderada;
  • Evitar a radiação solar exagerada, utilizando batom ou bálsamo labial com fator de proteção.

Câncer bucal o que é, como prevenir e tratar

Como é o diagnóstico do câncer bucal?

Na grande maioria dos casos, o dentista é capaz de diagnosticar a doença apenas observando o estado da boca, no entanto, é comum que seja necessária uma biópsia de um pedaço da lesão para identificar se existem células cancerígenas. Nesse caso, quem faz a análise é um médico especializado.

Caso sejam encontradas células tumorais, pode ser que ainda seja necessária uma tomografia computadorizada da região, a fim de avaliar o grau de desenvolvimento da doença e identificar se outros locais foram afetados, além da boca.

Câncer bucal tem cura?

Essa é uma das perguntas mais frequentes de quem tem câncer de boca. Pois bem, se diagnosticado precocemente e tratado de maneira adequada, cerca de 80% dos casos desse tipo de câncer tem cura.

Uma das razões para que o prognostico não seja maior é o fato de os primeiros sinais não serem reconhecidos logo. O diagnóstico precoce é fundamental para o sucesso do tratamento.

Como é o tratamento do câncer na boca?

Depois do diagnóstico, é necessário que haja uma colaboração entre diferentes especialistas (oncologistas e cirurgiões dentistas) para desenvolver um plano de tratamento especial para cada paciente. Na maioria das vezes, a cirurgia para remoção do tumor é indispensável, seguida de um tratamento de radio ou quimioterapia.

1 Comment

  1. Pingback: Como parar de roncar: 4 dicas para resolver - Silvia Bastos

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Precisa de ajuda?